-->

Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

404

We Are Sorry, Page Not Found

Home Page

O terceiro episódio de Wandavision saiu, e com ele também veio vários mistérios e assim como me veio a constatação de que de fato Wanda está pouco a pouco se tornando uma vilã.


Já vimos nos dois primeiros episódios toda que de fato Wanda tem todo o controle do que acontece naquele mundo, e nesse terceiro episódio isso ficou mais evidente. Assim como o fato de o Visão não passa de uma marionete. Sim, o personagem continua morto, e está presente nesse mundo apenas por fazer parte da imaginação da Wanda. Mesmo apresentando traços originais de sua personalidade, como o senso critico e analítico ao perceber que algo errado não está certo naquele mundo. Em determinado momento, ao ver que o marido está apresentando um comportamento fora dos padrões, questionando tudo que está acontecendo, Wanda reinicia a cena e o Visão toma uma atitude diferente.


Outros dois personagens estão apresentando traços de um completo fingimento, que são o casal de vizinhos. Em diversos momentos ele demonstram estarem cientes de tudo, tentando de alguma forma alertar o Visão. A teoria que rola na internet é de Agnes seja uma referência à bruxa Agatha Harkness, que tem muito envolvimento com Wanda e Visão nos quadrinhos. Herb, por sua vez, seria Mefisto. Esse segundo teve indicio com o estranho diálogo do casal com Visão no jardim da frente, quando Agnes diz que Ralph "fica melhor o escuro". Nos quadrinhos da Marvel, o Mefisto é o próprio 'copirôto', e ele está sendo cotado como um dos principais vilões dessa nova fase do MCU.


Outra evidência da presença do Mefisto, é o nascimento dos gêmeos de Wanda Visão, já que nos quadrinhos eles foram criados com base em fragmentos de sua proporia alma 'coisa ruim'.


Outra personagem que levantou curiosidade no episódio 2, foi Geraldine, que trata da Monica Rambeau. Talvez ele tenha conseguido entrar no domo e acabou sendo manipulada pelos poderes da Wanda, pois ela não apesentava em nenhum momento saber quem de fato ela era. Em uma cena bastante enigmática após o nascimento dos gêmeos, Wanda fala ser gema e que seu irmão morreu. Nesse momento Geraldine fala sobre Pietro ter sido executado por Ultron. O tom da série muda por alguns instantes, iniciando pelo termo "executado" usado por Geraldine. O que destoa bastante do clima solar que as sitcons trazem. Wanda apresenta nesse momento um comportamento mais sombrio, e arremessa Monica para fora de sua realidade.


Detalhe para o momento em que Wanda percebe que ela está usando um pingente com a logo da E.S.P.A.D.A. Imagino que aquilo seja algo proposital para de fato desestabilizar Wanda. Acredito que eles já tenham percebido que ninguém está fazendo algo com a Wanda, e sim que ela é a responsável por aprisionar os cidadãos daquela cidade em seus próprios corpos, em uma atitude egoísta cruel e doentia. Na esperança de ter um mundo perfeito.


É curioso vermos isso, pois normalmente vemos um vilão se tornar um herói, ou um anti-herói, como sempre vimos nos animes com o Hiei de Yu Yu HakushoIkki de Fênix em Cavaleiros do Zodíaco e Vegeta em Dragon Ball. Recentemente vimos o Venon de Eddie Brock, até então um vilão, se tornando agora um anti-herói. Aqui vemos uma heroína que já conhecemos, enlouquecer gradualmente. Todos os seus traumas são apresentados na série de forma sutil, como a torradeira Stark com a luz vermelha piscando, o Relógio Struker remetendo ao /barão que fez o experimento com ele e seu irmão resultando em seus poderes. E nesse episódio os sabonetes Hydra. Não lembro de ter visto algo assim ainda, de um herói se tornar vilão de fato. Tivemos um pouco disso como Superman do pesadelo do Bruce Wayne, que remete aos acontecimentos da saga de Injustice dos quadrinhos, também adaptada para os games. 


Veremos o rumo que a história trará no episódio, que promete ser mais esclarecedor, apresentando também o mundo externo fora do domo criado por Wanda.


Cearense com gosto de gás! CEO do Callango Nerd, cinéfilo, crítico, redator, desenhista, designer gráfico, professor de Cearensês e Mestre Jedi na arte de fazer piada ruim.

Comente