CINEMA

BUSCANDO… | Vale ou não à pena assistir?


Título original: Searching
Data de lançamento: 20/09/2018
Duração: 102 minutos
Direção: Aneesh Chaganty
Elenco: John Cho, Debra Messing, Michelle La
Gênero: Suspense, Drama
Nacionalidade: EUA
Distribuidor: SONY PICTURES

Antes de tudo, obrigada EspaçoZ estava querendo bastante ver este filme.

Mas vamos a que interessa!

Após o sumiço de Margot (Michelle Lá), filha adolescente do pai viúvo David Kim (John Cho), uma investigação é aberta e a Detetive Rosemary Vick (Debra Messing) é designada para o caso. Mas após 37 horas sem nenhuma pista da filha, David decide procurar em um lugar onde ninguém pensou, onde todos os segredos são guardados hoje em dia: no laptop de Margot. Ele segue as pegadas da filha no mundo digital tentando encontrá-la antes que ela suma para sempre e acaba descobrindo que talvez não conheça tão bem a sua filha. Então começa a se perguntar… ela quer mesmo ser encontrada?

Buscando… é um suspense dramático contado à partir do ponto de vista das telas de dispositivos tecnológicos usados no dia a dia, para nos comunicarmos, tal como: smartphones e computadores (mas não daquele jeito nauseante como em Bruxa de Blair). A trama tem um ritmo bem sustentado, nem um pouco cansativo, pelo contrário, ao mesmo tempo que compartilhamos da dor do pai, que não para de se questionar se fez um bom trabalho. O filme prende a nossa atenção ao tentar entender junto com David o que realmente aconteceu com Margot.

O mais interessante sobre Buscando, é como abre os nossos olhos a como deixamos “migalhas digitais”, aonde quer que vamos, desde em redes sociais a sites visitados. Migalhas a serem encontradas por qualquer pessoa, guiando até nossos segredos mais profundos. E se nossos segredos não estão seguros, então nós também não estamos. 

Mais um filme trazendo essa visão de “médico e monstro” da tecnologia. Até onde ela é o doutor bonzinho nos ajudando nas tarefas do dia a dia e aprimorando nossos conhecimentos e de repente se tornando o monstro onde todo esse conhecimento é utilizado para fazer o mal.

O mais surpreendente neste filme porém é como o diretor Aneesh Chaganty nos faz esquecer, em certo momento, o fato de estarmos no cinema e termos a sensação de estar diante da tela de um computador em vez da tela de cinema. É engraçado como muitas ações de David ao buscar pela filha são as mesmas realizadas na nossa rotina tecnológica, muitas vezes sem perceber. Esquece aqueles efeitos 3D utilizados até demais nos dias de hoje, muitas vezes esquecendo de dar mais importância no mais importante em um filme, a forma como a história é contada. Gostei desse novo formato. É bom ver alguém sair dos pré-moldados de Hollywood e contarem a história de um jeito diferente, bem feito e convincente, graças a excelente atuação de todos, principalmente de John Cho (mais conhecido por ter dado vida ao piloto Sulu de Star Trek), ele dá um show, muito diferente daquelas comédias besteirol que ele costumava fazer, espero vê-lo com mais frequência em filmes substanciais como este.

Vale muito a pena assistir Buscando…, principalmente se você é fã de mistérios como eu, viciada em Criminal Minds e outras séries do tipo, ou se é apreciador da sétima arte e também deseja o aumento de criatividade no mundo do cinema.



Nenhum comentário

MAIS VISTOS

randomposts
Tecnologia do Blogger.