Boneco de Neve - Vale à pena assistir?



Título original The Snowman
Data de lançamento 23 de novembro de 2017 (1h 59min)
Direção: Tomas Alfredson
Elenco: Michael Fassbender, Rebecca Ferguson, Charlotte Gainsbourg
Gêneros Suspense, Policial
Nacionalidades Reino Unido, EUA, Suécia
Distribuidor UNIVERSAL PICTURES
Ano de produção 2017

Sabe aquele tipo de filme onde tem o policial alcoólatra, que dorme bêbado em qualquer lugar mas no final das contas consegue resolver todos os casos? Esse é esse tipo de filme clichê. Fassbender faz o papel desse policial alcoólatra chamado ridiculamente de Harry Hole (Tradução: Harry Buraco) especializado na captura de Serial Killers, que está na trilha de um assassino que se chama de Boneco de Neve (Snowman).

O filme é uma adaptação do best-seller de Jo Nesbø (2007), e o diretor é Tomas Alfredson, que com a designer de produção, Maria Djurkovic, criam aquele tipo de filme familiar, artesanal, de baixo custo que se passa na fria e pálida Noruega nas cidades congelantes de Oslo e Bergen envoltas em muita neve, mas bem que poderia ter sido no Canadá ou até no Alasca; talvez para contrastar com o sangue das vítimas do serial killer. 

É um thriller policial meio parado em minha opinião, bem diferente de Assassins Creed, X-men e outros filmes protagonizados por Fassbender. Os efeitos especiais de cabeças cortadas ou mesmo explodidas por tiros de escopeta são bem realísticos, mas não chegam a fazer você pular da cadeira de medo ou pavor. O filme retrata as psicopatologias da obsessão do pai e da obsessão do filho, mais um clichê do filho que cresce revoltado por alguma coisa que o pai fez. A fotografia oferece vistas panorâmicas da cidade que são feitas para parecer cosmopolitas e densamente povoadas, mas também estranhamente remotas. A história tem seu próprio ritmo apesar dos flashbacks meio toscos sobre outro policial não convencional meio difícil de engolir, protagonizado pelo já decrépito Val Kilmer, que parece não ter sua mente inteiramente focada no trabalho, mesmo quando ele está falando e se movendo tentando acertar de que lado está a câmera. 

O enredo tende a nos fazer acreditar que se trata de uma conspiração ou algo do tipo mas não passa de uma cortina para esconder a verdadeira trama. A foco da história é Fassbender e sua caça ao assassino Boneco de Neve, que curiosamente deixa um verdadeiro boneco de neve no local de seus crimes - novamente, um negócio complicado, porque fazer bonecos de neve é ​​um negocio demorado e o assassino parece fazê-lo em segundos.

O verdadeiro sentido do filme Boneco de Neve é dado no início do filme, revelando a origem de sua fixação traumática pela paternidade e orfandade. E, através de uma peculiaridade do destino, Hole (buraco, kkkk)tem problemas muito semelhantes. Seu comportamento alcoólatra causou o rompimento de seu relacionamento com a negociante de arte Rakel (Charlotte Gainsbourg), mas com certa emoção, ela continua a ter um relacionamento amigável ​​com ele, pelo menos em parte porque Harry tinha crescido para ser um pai amoroso, e tal. Em seu trabalho, Harry é colocado para trabalhar com a detetive novata Katrine (Rebecca Ferguson), que tem razões pessoais próprias para querer pegar o Boneco de Neve, e também tem uma preocupação com o alegre, mas sinistro empresário Arve Støp (JK Simmons).

Fassbender se mostra plausível como um bêbado, embora a maioria dos bebedores não consiga se parecer tão bem quanto ele. Ele é capaz de fazer tudo isso pelo menos em parte devido ao excelente suporte de personagens de Gainsbourg e Ferguson. Simmons funciona bem como o magnata disfuncional que tem um hábito desconcertante de tirar fotos em seu telefone de mulheres que ele acabou de conhecer. Mas como eu disse, isso parece apenas ser uma cortina para encobrir a trama. E vamos ao que interessa... Vale à pena assistir? Sim, mas só se for no Corujão ou Sessão da Tarde.


Postar um comentário

CRÍTICA DE CINEMA

SÉRIES

CURIOSIDADES

ARTISTS ALLEY

Copyright © CALLANGO NERD. Designed by OddThemes