Atômica | Vale o não a pena assistir?



Título original: Atomic Blonde
Data de lançamento: 31 de agosto de 2017 (1h 55min)
Direção: David Leitch
Elenco: Charlize Theron, James McAvoy, Sofia Boutella, John Goodman, Eddie Marsan 
Gêneros: Ação, Espionagem
Nacionalidade: EUA
Distribuidor: UNIVERSAL PICTURES
Ano de produção: 2017

Simbora para mais uma aventura da eterna heroína, mesmo quando vilã, Charlize Theron, em parceria com o espetacularmente fragmentado, James McAvoy!

Atômica é um filme "POWtente", com muita pancadaria, embalado ao som incomparável dos anos 80. Charlize Theron dá vida a Lorraine Broughton, uma agente experiente escalada para uma difícil missão em Berlim, dias antes da queda do muro (é o que dá não botar escora), onde ela tem a tarefa de recuperar um delicado documento que caiu em mãos erradas. Se a missão já não era suficientemente desafiadora, em meio a toda aquela "belezinha" da Guerra Fria, com certeza passa do nível EASY para o HARD, quando ela conhece seu contato "pé no saco", David Percival (James McAvoy).

Juro, estava esperando perfeição no quesito filmes de ação com espião. Principalmente por todo o esforço de Charlize em aprender coreografias de luta e realizar um maravilhoso trabalho nas filmagens, penso eu se tentasse imitar alguma sequencia daquelas, acordaria em um hospital logo depois, ligada por tubos de respiração e com vários ossos quebrados. Senti falta de algo mais durante o filme. As lutas muito bem elaboradas não conseguiram passar a verdadeira emoção por trás daquelas cenas. Talvez se tivesse um jogo melhor das câmeras, não sei.... No entanto, mostrar Lorraine toda roxa, sentindo dor foi ótimo, cansei de ver os personagens levarem uma mesada na cabeça e saírem andando normalmente como se fossem o Super-homem. Acho legal esse toque de realidade.  

Nessas últimas semanas resolvi assistir novamente um dos seriados de espiã que mais respeito, A.L.I.A.S. (criação de nosso querido J.J. Abrams), e quando vi o cabelo louro-quase-branco chamativo de Lorraine nos trailers de Atômica, não pude deixar de lembrar da Sidney com seu cabelo vermelho no primeiro episódio da série. E assim como Sidney, Lorraine também termina sua missão de forma bem sucedida, mas bem “estrupiada”. Imaginei inclusive que a história teria um jogo de intrigas entre os agentes, parecido com o que acontecia no seriado, mas também achei que faltou um pouquinho. A história é boa, mas não trouxe nenhuma grande surpresa que me fizesse pensar... “P***** como foi que pensaram nisso! ” Acredito que a culpa disso foi em grande parte dos vários filmes e séries dessa categoria já feitos. A personagem de Sofia Boutella, que nem lembro o nome agora, mas isso nem fede nem cheira, a cena dela que aparece quase inteira em um dos trailers também não foi nada demais. Achei até que destoava do enredo. Aliás, a última vez que me animei com a presença dela em um filme foi em Kingsman.

O filme vale a pena ser visto sim, Charlize e McAvoy fizeram um excelente trabalho como sempre, e seus personagens são ótimos, bem conceituados e muito fortes. Talvez, se a história tivesse se desenrolado de uma melhor forma, Atômica seria um filme perfeito. Os garotos rebeldes são ótimos e remetem a revolta que a população estava vivendo a época. Vale a pena conferir também porque um filme de ação, com violência onde um dos caras maus recebe um tiro na cabeça e os miolos estampam a parede atrás a lá Perfect Dark, merece ser visto!

Postar um comentário

CRÍTICA DE CINEMA

SÉRIES

CURIOSIDADES

ARTISTS ALLEY

Copyright © CALLANGO NERD. Designed by OddThemes