ANIMAIS FANTÁSTICOS | Vale ou não a pena assistir?


E aí "negada réa massa" que se liga no Callango, eu assisti em 3D Animais Fantásticos e Onde Habitam. "Meu irmão doido", como eu esperei por esse filme. Pra não perder o costume, fiz minha velha maratona Harry Potter, só pra entrar no clima e fui "de vuado" assistir esse filme "massa". Agora sem "leruaite" vamos partir para o que interessa!


Título Original: Fantastic Beasts and Where to Find Them
Data de lançamento 17 de novembro de 2016 (2h 13min)
Direção: David Yates
Elenco: Eddie Redmayne, Katherine Waterston, Dan Fogler
Gêneros Fantasia, Aventura
Nacionalidades Eua, Reino unido
Não recomendado para menores de 12 anos
Distribuidor WARNER BROS.
Ano de produção 2016

SINOPSE:
O excêntrico magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne) chega à cidade de Nova York levando com muito zelo sua preciosa maleta, um objeto mágico onde ele carrega fantásticos animais do mundo da magia que coletou durante as suas viagens. Em meio a comunidade bruxa norte-america, que teme muito mais a exposição aos trouxas do que os ingleses, Newt precisará usar todas suas habilidades e conhecimentos para capturar uma variedade de criaturas que acabam fugindo.

Em 2001 o universo mágico criado por J.K Rowling ganhou sua primeira adaptação cinematográfica com oito filmes que nos fizeram crescer junto com o elenco e a trama, inicialmente voltada para o público infantil, mas que foi amadurecendo junto com os fãs. Com um novo filme e a promessa de sermos levados de volta ao mundo mágico que tanto amamos, a grande dúvida era se esse amadurecendo desenvolvido durante oito filmes iria continuar ou se veríamos algo voltado para o público infantil novamente. Errou quem achou que não. Felizmente J.K. Rowling respeitou nosso crescimento e nos proporcionou algo novo e fantástico em Animais Fantásticos e Onde Habitam (eu e meus trocadilhos de novo, foi mau XD).

Animais Fantásticos e Onde Habitam apresenta uma história nova e um roteiro original, e diferente dos outros filmes da franquia HP, não é uma adaptação de algum romance escrito anteriormente e sim em um livro didático homônimo utilizado em Hogwarts, do autor Newt Scamander, um ex-aluno de Hogwarts que viajou o mundo catalogando criaturas mágicas. Serão essas as viagens que veremos em todos os filmes.

"Mas aí cara, os filmes vão ser só isso, o cara viajando atrás desses bichos? Cinco filmes parece um exagero".


Talvez esse tenha sido o questionamento de muita gente, mas o que você não pode esquecer é que a própria J.K. Rowling está escrevendo os roteiros. Isso significa que tem muito "pano pra manga".

O início do filme pode até parecer meio bobo e um pouco infantil, mas isso é apenas uma abertura para nos mostrar que nem só de animais fantásticos vive as histórias de Newt Scamander. O roteiro complexo nos mostra uma trama repleta de camadas, abordando temáticas como o medo do desconhecido, repressão, fanatismo religioso dentre outros, nos tirando da zona de conforto que era sempre ver o mundo mágico dentro dos muros de Hogwarts.

Chegando nos Estados Unidos, mais precisamente em Nova York, vemos através de Newt Scamander o quão diferente é o mundo mágico por lá, com direito a presidente, congresso e termos bem diferentes do qual nos acostumamos, como o fato de eles chamarem quem não é bruxo de não-mágico enquanto os britânicos chamam de trouxa. Nesse período NY está sendo atormentada por ataques recentes de uma criatura mágica misteriosa. Ao mesmo tempo, a comunidade bruxa de todo mundo vive sob o medo de Gellert Grindelwald. Exatamente, o terrível bruxo das trevas que antecedeu Voldemort.

Mas se você acha que vai assistir um filme repleto de referências a Harry Potter para todos os lados vai quebrar a cara. Esse é um filme totalmente novo e diferente, onde não existem bruxos adolescentes aprendendo feitiços em uma escola e sim com bruxos experientes com habilidades que nunca vimos antes. Mas existem sim algumas menções como feitiços conhecidos, nomes e sobrenomes famosos e até mesmo as relíquias da morte, mas tudo de forma sutil, nos preparando para o que está por vir.

A trilha sonora de James Newton Howard é excelente, em uma construção original. Mesmo assim, ouvir alguns acordes do tema de John Williams na abertura é de "arrupiar os cabelos". A fotografia de Philippe Rousselot, os efeitos visuais e o trabalho de design e criação dos animais são incríveis, fazendo jus ao "Fantástico" presente no título do filme. O 3D tem uma excelente profundidade, mas não vi tanta necessidade, talvez pelo fato de eu ter assistido os outros filmes em 2D.

Mesmo com um ótimo trabalho realizado pelo diretor David Yates (quatro últimos filme de HP), o longa apresenta algo que me incomodou bastante que foi a perda do ritmo na metade do filme, deixando grande parte da ação para o final. Isso foi resultado do trabalho de montagem mau executado por Mark Day, que trabalhou com Yates nos filmes da franquia que ele dirigiu.

O elenco do filme é "pancada!" Eddie Redmayne trás um protagonista diferente, e bastante atrapalhado, sensível e esquisito. Não fazendo nenhum pouco o estilo clássico de um herói e isso é o que há de melhor no personagem que se sai muito bem, principalmente no quesito carisma. Waterston é Porpentina "Tina" Goldstein, uma ex-auror que foi rebaixada de cargo e agora faz de tudo para merecer o cargo de volta, mas parece que o tempo que ela passou longe do serviço lhe resultou na perda do jeito pra coisa toda. Ela não é tão carismática quanto Scamander, mas cumpre bem o seu papel. O alívio cômico do longa é Dan Fogleré como Jacob Kowalski, um trouxa ou não-mágico, que é muito bom mesmo atrapalhando um pouco o ritmo do filme por ter mais espaço em cena do que o necessário. "Esticaram a baladeira legal" com ele. Colin Farrell também está muito bem no filme, Ezra Miller, Samantha Morton, Jon Voight, Alison Sudol e Zoë Kravitz completam o elenco.

Respondendo a pergunta título do post, sim, vale a pena assistir esse filme. Animais Fantásticos e Onde Habitam é uma excelente reintrodução ao universo mágico que conhecemos em Harry Potter, com inúmeras possibilidades diante dessa promissora tão sonhada expansão, onde os filmes seguintes devem aprofundar mais ainda a história de Newt Scamander e toda a trama de Dumbledore e Grindelwald. Quem sabe podemos até conhecer o Castelobruxo, escola de magia situada aqui no Brasil. Agora é só aguardar pelos próximos, que venham logo!




COMPARTILHE

Postar um comentário

CRÍTICA DE CINEMA

SÉRIES

CURIOSIDADES

ARTISTS ALLEY

Copyright © CALLANGO NERD. Designed by OddThemes